Pesquisar este blog

domingo, 18 de abril de 2010

Leitora Neiva Jucemara Scheffer

Me senti dentro desse blog lendo histórias semelhantes à minha que, mesmo fazendo a cirurgia , não deixei de ser fofinha e então resolvi contar minha história resumidamente é claro,e tbm pq cansei de ouvir... e mesmo depois da cirurgia ainda escuto às vezes...



*Vc tem o rosto tão lindo...
*De ser ponto de referência...
*De só usar roupas pretas...
*De ter vergonha de almoçar com outras pessoas...
*De assaltar a geladeira a noite...
*De fugir de pessoas e passeios...
*De usar as roupas que serviam e não as que eu gostava...

Sofria com a obesidade... desde o útero materno eu acho, pois nasci com 5kg , ou seja, 35 anos gorda! Tentei de tudo para emagrecer...minha vida era ir atrás dessas milagrosas novidades para perder peso...regimes, dietas, chás, simpatias, remédios, fórmulas, massagens, tratamentos, do-in, etc, etc, etc....Vocês não podem imaginar...tudo que se ouvia falar, por mais maluco que fosse eu tentava...



Decidi operar quando, aos 35 anos, já tinha problemas cardio-vasculares, além de problemas na coluna devido ao peso excessivo. Estes foram os principais motivos que me levaram à cirurgia, embora existam outros tantos incômodos, como a discriminação social e a negligência frente ao problema da obesidade.



Os problemas emocionais tomavam conta da minha vida...para o gordo, tudo é conseqüência da sua obesidade...A saúde, ia se deteriorando...primeiro quadro freqüente de hipertensão arterial - várias idas ao hospital, prestes a ter um derrame com 35 anos de idade...depois hipotireoidismo..., apnéia de sono.....Credo! Parece filme de terror ou um daqueles dramas chorosos...



Eu precisei encarar meu problema, admitir que eu estava doente e precisava de tratamento. Foi aí que tudo começou.



Quando fiz o plano de saúde já sabia o que queria..., estava decidida, chega de obesidade, vou operar e por dois anos de carência.... tentei trabalhar meu psicológico para isso consultava meu cirurgião, todo mês... que foi também meu psicólogo(rsrsrs), ele me explicou como eram as cirurgias, as técnicas e o procedimento mais indicado para o meu nível de obesidade. Então, comecei com os acompanhamentos da nutricionista e psicóloga,( que me ajudou a compreender que preciso deste limite e tenho que aprender a fazer as escolhas certas pra que eu realmente solucionasse meu problema). Dois anos de acompanhamentos, exames e tudo mais, expectativas de um futuro melhor...



Minha cirurgia foi um sucesso.... é claro, dói, tem um corte enorme, sonda, dreno... ficar sem comer dá uma fraqueza danada...quatro horas de cirurgia...doze horas de sala de recuperação.....não precisei de UTI...três dias de hospital.... Na dieta líquida não senti vontade de comer, me preparei para passar por isso. E tudo foi acontecendo normalmente... a evolução na alimentação, a perda de peso foi ótima...perdi 57 kg...fazem 6 anos que fiz a cirurgia, este ano voltei a engordar 9 kg, por isso sempre cuidado....(sei que foi por causa de ansiedade que engordei estes 9 kg....)



Bem, 57 quilos mudam a vida de uma pessoa. Hoje me sinto mais em paz comigo mesma, sendo mais responsável com minha saúde e com minha vida. Adquiri hábitos saudáveis, um certo estilo de vida que me trouxe muitos benefícios e me tornou uma pessoa melhor. Quando me lembro do tempo de gorda, não faço isso com tristeza, afinal, faz parte da minha história, mas fico decepcionada em lembrar que quilos a mais representam uma exclusão social, o mundo efetivamente não é para os gordos. Quem sente na pele a exclusão e o preconceito sabe como é difícil. Mas, ... é passado, embora não esqueça destas condições, vivo o presente e sou feliz.



Eu recomendo a cirurgia às pessoas que efetivamente acreditam que os resultados dependem delas e não apenas da intervenção cirúrgica. Para mim, encarar uma cirurgia dessas e não se cuidar depois é a certeza do fracasso. É por isso que tento me cuidar, tento mas é dificil( pois depois de 6 anos de cirurgia , eu engordei 9 kilos) . Infelizmente, os operados bariátricos não recebem uma vacina contra obesidade, por isso, todo cuidado é pouco. Aos que optarem por este procedimento consciência, juízo e boa sorte...Não fiz nenhuma plástica e nem sei se vou fazer...Mas mesmo tendo engordado um pouco, eu me sinto mto feliz,com o melhor marido do mundo!(detalhe: conheci ele no orkut e morávamos a 3000km de distância)...



Eu sou assim ciumenta, possessiva, bagunceira, animada e graças à Deus, feliz. Muito feliz. Amo massas, sol, frio. Amo minha família, meus amigos e casada com o melhor marido do mundo! Viciada em cosméticos, brincos, bolsas... A beira dos 42 anos e de um ataque de nervos sempre! Sou meio doida, tatuada, de personalidade forte...humor super inconstante,sincera as raias da grossura..... mas apaixonada por meu marido, minha família e meu cachorro Boby... Quero viver até os 120 anos e graças a Nossa Senhora da Cosmética Avançada e ao meu gastro... vou chegar lá lindinha...













Neiva Jucemara Scheffer

5 comentários:

  1. Oi Liria...td bem???

    Nossa...amei esse depoimento...mto importante para todos nós!!!

    Bjão e uma ótima semana!!

    ResponderExcluir
  2. Lindo depoimento.
    Gostei muito do blog.
    Bjos

    ResponderExcluir
  3. Obrigada por publicar minha história Liria...espero com isso poder ajudar quem visita o blog e ser ajudada tbm...bjos

    ResponderExcluir
  4. Adorei seu blog linda!!
    tô seguindo!
    fica com Deus beeeijo

    ResponderExcluir
  5. Ja tinha visto o depo dela mtu bacana sim, e vc ajuda sempre tdos nos!!!
    Independente , se vc engordou 9 kilos seja sempre vc msma percebo que vc esta realmente feliz!!!
    Como disse no texto anterior cada um [e cada um,e tbem n'ao existe milagre o que existe [e a verdadeira felicidade, enfin amiga vc [e linda!!!

    ResponderExcluir

Que bom que você veio e deixou seu comentário...Deus te abençoe